Archive for the ‘Fut Fem em Portugal’ Category

Já conheces o novo Portal do Futebol Feminino em Portugal?

Março 18, 2011

Conhece já o novo Portal do Futebol Feminino em Portugal, clicando aqui.

Anúncios

E a contagem decrescente chegou ao fim

Julho 1, 2009

brasao_cpm.jpg

A equipa de Futebol Feminino da Casa do Povo de Martim tem o prazer de apresentar a nova imagem do clube, associada à sua nova página na internet.

Os anteriores conteúdos continuarão disponíveis em Arquivo mas são inúmeras as novidades para a plataforma de informação deste ano.

Contamos ainda com a continuidade da informação sobre as Competições sobre Futebol Feminino de 11 existentes em Portugal, assim como os dados internos do Clube, como a Equipa Técnica, o Plantel e a Direcção. Assim como a informação relativa aos jogos disputados e o calendário da competição a disputar.

Quanto às novas iniciativas, estejam atentos… Elas serão lançadas brevemente!

Lutar, Vencer, Martim!

Torneio Patricius: Boavista – Salgueiros

Junho 30, 2009

patricius_boavista_salgueiros

In http://www.eventospatricius.org

Selecção Nacional Sub-19: Maximizar talentos

Junho 30, 2009

monica3

Com um grupo alargado de jogadoras – 27, Mónica Jorge orientou, esta segunda-feira, o primeiro de dois de um estágio de preparação/observação que encerra a época de 2008/2009 da Selecção Nacional Feminina Sub-19.

Traçando como principal objectivo lançar as bases da futura formação feminina de Sub-19, a Seleccionadora Nacional realça a capacidade e talento evidenciado pelas jogadoras que têm vindo a integrar a Equipa das Quinas. “Cada vez mais surgem jogadoras capazes e com muito talento e isso só prova que o Futebol Feminino tem vindo a desenvolver-se de forma muito positiva e constante. Neste estágio pretendemos tirar o melhor partido do rendimento das atletas, maximizar esse talento, aproveitar a capacidade das jogadoras para começar a delinear a equipa da próxima época”, disse ao fpf.pt.

Nestes dois dias, Mónica Jorge pretende avaliar o comportamento técnico das jogadoras. “Não temos muito tempo para corrigir certos aspectos, por isso o mais importante é conseguir avaliar o comportamento técnico das atletas, até porque a maior parte tem experiência em futebol de sete. Queremos avaliar a intensidade de jogo, a capacidade de disputa de bola, entre outros aspectos”.

As pupilas de Mónica Jorge encerram esta concentração já na próxima terça-feira com duas sessões de treino, agendadas para as 10h00 e para as 16h00, no Estádio Nacional (campo 1).

In http://www.fpf.pt

Gimas Cup 2009: Cadima derrotado frente ao Arouca

Junho 30, 2009

DIFERENÇA DE IDADES DITOU LEIS

cadima

A equipa de sub-17 fez os seus dois primeiros jogos a valer em ambos a derrota foi o desfecho final, a primeira por 6-0 e a segunda por 3-0. O adversário foi sempre o mesmo o Arouca que se apresentou com uma equipa de sub-19 reforçando-se bem no Feirense o que podia fazer perfeitamente e legitimamente. Só havia duas equipas inscritas no torneio uma nos sub-17 o Cadima e outra nos sub-19 o Arouca, de comum acordo resolveu-se fazer dois jogos entre ambas os quais correram muito bem não considerando o resultado. O Cadima que no segundo jogo contou com a prestação de Anita (18 anos), conseguiu responder melhor ao poder fisico da equipa do Arouca mas não evitou nova derrota, apesar de dominar na maior parte do jogo. O Arouca com várias atletas de grande índice físico e algumas de muita qualidade ( realce para Rita do Feirense), fez a diferença no pormenor, defendeu bem e em ataques rápidos quase sempre conduzidos por Rita fez a diferença, em resumo foi muito eficaz.
De muito positivo foi ver a determinação que as jovens atletas colocaram em campo e a grande força de vontade em evoluir. Mesmo com as duas derrotas nunca baixaram os braços e tentaram por tudo marcar o seu golo de honra que várias vezes andou perto mas infelizmente não aconteceu.
Lembrar que muitas delas nunca antes tinham actuado juntas muito menos em competições do género, mostraram muito valor individual, espírito de equipa e com trabalho certamente vão-se tornar muito fortes. Um grupo muito jovem, com 11 atletas abaixo dos 15 anos logo com uma margem de progressão enorme o que deixa antever um grande futuro.
Lamentar apenas a pequena lesão de Ana, a jovem guarda-redes teve de levar uma pequena tala no dedo indicador da mão esquerda. Esperamos que recupere rápido pois mostrou qualidade e muita vontade de aprender apesar da inexperiência.
GIMAS CUP09 foi um óptimo começo para a nova geração, os resultados não podem nem devem ser muito valorizados nesta fase ainda mais atendendo neste caso à diferença de idades entre as equipas ser grande, temos de valorizar sim o futebol já demonstrado em campo em grandes períodos do jogo faltando apenas mais acerto na finalização e sobretudo a grande alegria e motivação de todas as atletas.

In http://urcadima.blogspot.com/

Final do Torneio do Ponte Frielas

Junho 28, 2009

torneio-ponte-frielas

A final do Torneio do Ponte Frielas (Mónica Jorge) terminou há pouco com as emoções bem presentes no relvado.  O 1.º Dezembro levou para casa o troféu depois de bater o Odivelas nas grandes penalidades, visto que no final dos 90 minutos não se registaram quaisquer golos. Parabéns ao 1.º Dezembro.

No final do torneio, a atleta do Odivelas Susana Dias foi coroada a melhor jogadora e Carla Cristina, do 1.º Dezembro, a melhor guarda-redes. Muitos parabéns a ambas, tanto à nossa Su, como à grande (porque é mesmo grande)Carla Cristina, que depois de receber o troféu entregou-o a quem achava que o merecia mais do que ela… a Jamila Marreiros, guarda-redes do Escola de Setúbal e internacional AA. Atitude magnífica, como sempre nos habituou a antiga capitã da selecção portuguesa.

De resto, esperamos ter em breve algumas fotografias do torneio e mais pormenores para complementar a informação que já divulgámos. Por fim, parabéns às bravíssimas do Odivelas que – como se sabe – foram para o torneio sozinhas e treinaram sozinhas… e mostraram um grande espírito de equipa.

Muitos parabéns, meninas!

In odivelas.wordpress.com

Contagem decrescente

Junho 28, 2009

3

Torneio Patricius e Torneio do Ponte Frielas

Junho 27, 2009

Torneio Patricius: Boavista vence Footmania

BOAVISTA venceu ontem a equipa da Fotomania por 5-1 em jogo a contar para o torneio Patricius.

BOAVISTA volta a jogar amanha pelas 16.00contra o Salgueiros jogo para atingir a afinal do torneio Patricius.

Primeiros resultados do Torneio do Ponte Frielas

GRUPO A: Ponte Frielas 0-3 Beira Mar Almada

GRUPO B: Odivelas 0-2 1.º Dezembro

Póvoa de Varzim: Futebol Inter-Freguesias comemora 25 anos

Junho 26, 2009

No dia 3 de Julho, às 18h00, o Salão Nobre da Póvoa de Varzim recebe a Sessão Solene das Comemorações dos 25 anos de Futebol Inter-Freguesias no concelho., com a presença, entre outras individualidades, de Macedo Vieira, presidente da Câmara, e Aires Pereira, vice-presidente e vereador do Desporto.

A abertura da sessão comemorativa estará a cargo de Paulo Costa, ex-atleta e dirigente desportivo, seguindo-se a Saudação Desportiva, proferida pelo vereador do Desporto. A cerimónia contará ainda com um momento de reconhecimento às associações participantes no Campeonato Inter-Freguesias, à Associação de Futebol do Porto, ao Varzim Sport Club e à Federação de Futebol Popular do Norte e agradecimento às Juntas de Freguesia do concelho e à 1ª Comissão Organizadora dos Campeonatos – 1984/1985. O encerramento da sessão caberá ao presidente da autarquia, sendo que esta é seguida de um jantar no Restaurante Aqueduto, onde haverá ainda lugar para a Entrega dos Troféus “Os mais 2008/9”.

O campeonato inter-freguesias é organizado pela Associação de Futebol Popular da Póvoa de Varzim, que conta com o apoio da Câmara e envolve a participação de 18 associações que, durante dez meses consecutivos, se disputam jogos de seniores, juvenis, infantis, escolinhas, futsal feminino, e futebol feminino em todos os campos das freguesias e sintéticos da cidade.

In http://presspoint.pt/

Penalty d-Tech: Chegou a bola inteligente

Junho 26, 2009

Penalty_d_Tech

É luta antiga do futebol, mas vai ter os primeiros resultados no voleibol. O campeonato brasileiro do próximo ano vai testar uma nova bola, uma bola inteligente. A ideia é determinar se os pontos são válidos ou não, à semelhança do que acontece com o olho de falcão do ténis.

Um sistema que, a fazer escola, pode chegar depois ao futebol e acabar com dúvidas como as dos benfiquistas naquele lance protagonizado por Vítor Baía em pleno estádio da Luz, em 2005. No voleibol, os casos polémicos têm menos mediatismo, até porque o sistema de pontuação (à melhor de cinco sets, sendo cada um decidido aos 25 pontos, com excepção do quinto, que termina aos 15) permite diluir um eventual erro de arbitragem. No entanto, o título feminino brasileiro de 2007/08 teria um vencedor diferente caso o Penalty d-Tech já estivesse em funcionamento.

Mas, afinal, que sistema é este? Criada em 2004, esta bola inteligente surgiu pelas mãos de uma empresa brasileira que inicialmente tinha como objectivo criar um sistema para ajudar os árbitros auxiliares no futebol a decidirem se a bola entrou ou não na baliza. A ideia esmoreceu por esses lances serem raros, mas pouco depois Roberto Stefano, presidente da empresa, encontrou Ari Graça, presidente da Confederação Brasileira de Voleibol, e iniciou uma ligação que vai agora ter resultados práticos.

A primeira versão do sistema, em 2006, apresentava uma margem de erro de 33%, ou seja, a precisão do local onde a bola tinha batido no solo tinha uma variação de nove centímetros para cada lado da linha. A evolução tecnológica entretanto operada acabou por eliminar esse problema. Os chips ficaram mais pequenos e foi possível introduzi-los dentro das bolas. Também foi adicionado um sistema de câmaras, como complemento à radiofrequência. Após cinco anos de desenvolvimento e mais de 1,5 milhões de euros gastos, o d-Tech foi apresentado oficialmente a 18 de Abril e deve fazer a sua estreia já na próxima edição da Superliga brasileira.

O que é o sistema Penalty d-Tech?

Uma bola com um chip. Por jogo são utilizadas três, ficando uma quarta de reserva. O chip é inserido numa cápsula, dentro da bola, com uma bateria com capacidade de aguentar até seis horas. Quando a bola bate no chão, o chip transmite a informação do toque para oito antenas RFID (identificador por radiofrequência) distribuídas aos pares pelos quatro cantos do terreno de jogo. Quando a bola passa pelo campo electromagnético criado pelas antenas, emite um sinal, transmitido a um computador, que activa seis câmaras de alta precisão, a cerca de dois metros das linhas finais. As câmaras recebem o sinal das antenas e geram a imagem da bola duvidosa. A confirmação do lance é enviada para um palm top, em poder do primeiro árbitro. No caso de a bola ser fora, recebe um sinal vermelho.

Declarações

VELINO AZEVEDO (Árbitro internacional português)
“Se ajuda, é positivo”

“Todos os meios que venham auxiliar os árbitros são positivos. Desde que se comprove a eficácia, são bem-vindos. É em tempo real, confirma as decisões e dá para diminuir os erros. A percepção de uma bola fora depende, muitas vezes, do ângulo. De uma bancada parece dentro e da outra já é fora. Este sistema é mais rigoroso e acaba por ajudar os próprios juízes de linha, que se podem concentrar noutras funções, como comprovar os toques na bola ou conferir as legalidades dos serviços (se um jogador pisa a linha ou não). Por isso, não esvazia as suas funções”.

HUGO SILVA (Treinador do Vilacondense)
“Não é imprescindível”

“Temos de nos adaptar às novas tecnologias. Não me parece um sistema imprescindível, mas é inegável que ajuda. Em determinados momentos do jogo, um ponto é crucial. Afecta não só o resultado como o ânimo de uma equipa. Mas situações polémicas são poucas”.

JOSÉ JARDIM (Treinador do Benfica)
“Mais objectividade”

“Sou a favor. Quanto mais objectividade, melhor. A determinado nível, muitas vezes os fiscais de linha são submetidos a uma pressão tremenda nos jogos decisivos e muitas vezes não estão preparados para a aguentar. E há alturas em que, por questões economicistas, a Federação nomeia fiscais de linha que são da área da equipa da casa. Este sistema pode prevenir a suspeição criada nesses casos. A minha dúvida está na rapidez e na eficiência. Por isso, sou a favor que se faça um teste”.

In O Jogo